Mil Romances

Era uma reuniãozinha de mulheres, a conversa era simples, qual pedido de casamento era adequado, a primeira contava com muita empolgação:

-Para mim teria que ser saltando de paraquedas, quando ele abrisse o paraquedas estaria escrito bem grande “casa comigo?”. Isso já bastaria, não precisaria de mais nada.

-Gente que coisa radical! Mas para mim teria que ser algo mais convencional, como… uma festa com parentes e amigos .

-Eu já não consigo ver aonde que isso é romântico. Mas já que você gosta do convencional! Eu acho que para mim teria que ser em uma fazenda ao por do sol, perto de um jardim, ou algo parecido. Tenho que desenvolver melhor essa ideia sabe.

-Poderia ser um jardim de milho?

-Claro que não… E é plantação de milho.

-Eu sei, eu acho que deveria ser como nos filmes de romance, a gente sempre vê boas ideias, acho que se a minha aliança viesse junto com o botão de uma rosa ou no meio da sobremesa depois de um jantar eu morreria.

Cada mulher tem um modo diferente de ver a vida, um gosto diferente, mas uma coisa afirmo ser certa: nenhuma abre mão da sua visão de romance, mesmo que não queira mostrar isso, afinal a mulher foi feita para sentir, feita para ser amada, feita para amar.

Anúncios

Um pensamento sobre “Mil Romances

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s