Nada

Tum, Tum, Tum, bate os dedos na mesa…

Tum, Tum, Tum, bate o lápis na folha…

Tum, Tum, Tum, bate as palavras que não querem sair.

 

Antes fluíam, com facilidade.

Hoje, parece que nem sei o português.

Hoje, é como se abrisse os olhos, e não vesse.

 

Tum, Tum, Tum, mas nada sai…

Anúncios

2 pensamentos sobre “Nada

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s